Notícias

Publicado em 01 Dezembro 2011

Prograd promove oficinas sobre acessibilidade na educação

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

Professor assiste, pelo computador, a uma oficina sobre produção de materiais acessíveis em Libras.

Aulas acontecem nos dias 05 e 06, no Câmpus de Presidente Prudente com a participação de funcionários da Unesp

Começa nesta segunda-feira (05) no Câmpus de Presidente Prudente, três oficinas sobre produção de materiais acessíveis para o ensino, a iniciativa é da Pró-Reitoria de Graduação (Prograd). As aulas, com duração de dois dias, são dividas nas áreas de: LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais); tecnologia MecDAISY - ferramenta de leitura para pessoas com deficiência visual e Audiodescrição.

Segundo a pró-reitora da Graduação, Sheila Zambello de Pinho, o evento faz parte de um projeto maior, pensado para toda a Universidade, que tem como objetivo fomentar a Educação Inclusiva. “A finalidade é formar esses profissionais e divulgar as ferramentas de acessibilidade que podem ser usadas na inclusão das pessoas com deficiência”, afirma

Participam das oficinas os funcionários das unidades indicados pela diretoria de cada Câmpus, as vagas são limitadas. Outras informações pelo email O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo..

Formação de profissionais

Durante os dois dias de evento professores, bibliotecários, diagramadores e demais profissionais das unidades da Unesp, responsáveis pela produção de materiais pedagógicos, serão envolvidos na temática da Educação Inclusiva e conhecerão os recursos de acessibilidade usados em sala de aula - para o ampliar o acesso às informações e desenvolverão algumas atividades práticas.

Na oficina  “LIBRAS: possibilidades de comunicação com as Pessoas Surdas”, além da apresentação do sistema línguistico e seus aspectos legais, também será discutido o papel dos professores de ensino superior no processo de formação inicial dos alunos de licenciatura, articulando a Libras e a Educação Inclusiva.

Para apresentar as possibilidades de construção de materiais de leituras acessíveis às pessoas com deficiência visual, será realizada a oficina sobre a tecnologia MecDAISY. O software é baseado no padrão internacional Daisy (Digital Accessible Information System). A versão brasileira inclui um sintetizador de voz (narração) que permite ao usuário, dentre outras possibilidades, manusear o texto sonoro de maneira semelhante ao texto escrito. A tecnologia foi desenvolvida com o objetivo de criar um padrão de acessibilidade para as publicações e tornar possível o acesso ao conhecimento.

A terceira oficina também apresentará um outro recurso de acesso à informação para alunos com deficiência visual, a Audiodescrição. A ferramenta consiste na tradução do conteúdo imagético, de produções audiovisuais, em palavras. Além das pessoas deficiência visual, o recurso pode favorecer a compreensão das pessoas com deficiência intelectual e disléxicos. A inclusão da Audiodescrição é vista pelos especialistas como essencial para melhorar a qualidade do material didático.

 

Pamela Bianca Gouveia - NEaD


(foto: Cassimano)

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
  • a-LogoUniceu.png
  • b-logoprefeiturasp.png
  • banner_mestrado_profissional.jpg
  • c-LogoProexOver.png
  • d-LogoProgradOver.png
  • e-LogoPropgOver.png
  • f-logocetesb.png
  • g-LogoSecEducacao.png
  • h-LogoUAB.png
  • i-LogoCapes.png
  • j-logoMEC.png
  • k-LogoAna.png
  • l-logoMinisterioMeioAmbiente.png
  • m-LogoCulturaAcademica.png
  • n-LogoEditoraUnesp.png
  • o-LogoVunesp.png
  • p-LogoFundunesp.png
  • q-logoIBC.png
  • r-logouabpt.png
  • s-LogoFundacaoEspacoEco.png