Selo Reimagine

Notícias

Publicado em 02 Outubro 2017

Professor da Unesp anuncia ampliação da rede de universidades do ProfÁgua

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
Escrito por Vanessa Krunfli Haddad

Expansão viabilizará novas vagas para o programa de pós-graduação em Gestão e Regulação de Recursos Hídricos

Em 2018, o ProfÁgua (Mestrado Profissional em Gestão e Regulação de Recursos Hídricos) contará com 14 universidades associadas, somando novas 8 instituições de ensino superior (IES) às 6 que já integram a rede. A informação foi dada por Jefferson Nascimento de Oliveira, professor da Unesp de Ilha Solteira e coordenador geral do Mestrado, durante palestra na III Reunião de Programas de Pós-Graduação em Ciências Ambientais (Renaciamb), em Curitiba, na semana passada.

O programa de pós-graduação stricto sensu é uma iniciativa conjunta da Agência Nacional de Águas (ANA) e da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). Os cursos são ofertados presencialmente nas instalações das universidades que fazem parte da rede nacional. São elas as universidades federais do Espírito Santo (UFES), de Pernambuco (UFPE) e do Rio Grande do Sul (UFRGS) e as universidades estaduais do Amazonas (UEA) e do Rio de Janeiro (UERJ), além da Unesp, que também é responsável pela coordenação do ProfÁgua e cuja Pró-Reitoria de Pós-Graduação faz parte do Conselho Superior do programa. A grade curricular também prevê disciplinas a distância, que estão em desenvolvimento pelo Núcleo de Educação a Distância (NEaD) da Unesp, juntamente com os professores autores da rede.

De acordo com Oliveira, as novas IES serão distribuídas da seguinte maneira: 2 polos no Norte do país, 2 no Nordeste, 2 no Centro-Oeste, 1 no Sudeste e 1 no Sul. “Cada universidade vai abrir 20 vagas e contará com 10 docentes permanentes, aumentando nossa penetração no país e, consequentemente, a difusão de conhecimento técnico, científico e acadêmico”, anuncia o professor, antecipando que essas 160 vagas deverão ser disponibilizadas em março do ano que vem.

Atualmente, duas turmas estão em andamento, somando 170 alunos com variadas formações, como Direito/Engenharia Ambiental e Biologia. São profissionais liberais, professores das redes pública e privada de ensino e responsáveis pela gestão de águas, como secretários municipais e estaduais de meio ambiente e diretores de autarquias ligadas ao saneamento básico, entre outros. Eles são orientados por 57 docentes permanentes e mais 9 professores colaboradores, que os auxiliam de maneira teórica e prática a aumentar a eficácia de sua atuação na área de recursos hídricos.

O edital de chamada a propostas de adesão à rede do ProfÁgua encerrou-se em abril, obtendo 18 projetos, que estão em análise. A lista final das propostas aprovadas e selecionadas será divulgada a partir do dia 24 de outubro de 2017, na página oficial do ProfÁgua.

Proatividade

Iniciado em 2016, o ProfÁgua tem revelado alunos proativos. “Nossos mestrandos são dinâmicos e contribuem para a solução das questões hídricas de diversas formas”, disse Oliveira em sua palestra no III Renaciamb, quando apresentou um curso que “se solidificou dentro das Ciências Ambientais”. O professor da Faculdade de Engenharia da Unesp em Ilha Solteira descreveu as atuações dos estudantes na ministração de cursos, publicação de capítulos de livros e redação de artigos para jornais sobre a crise hídrica de Goiás. E ressaltou que o mestrado “não é ortodoxo, tem heterogeneidade de pensamentos”.

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
  • a-LogoUniceu.png
  • b-logoprefeiturasp.png
  • banner_mestrado_profissional.jpg
  • c-LogoProexOver.png
  • d-LogoProgradOver.png
  • e-LogoPropgOver.png
  • f-logocetesb.png
  • g-LogoSecEducacao.png
  • h-LogoUAB.png
  • i-LogoCapes.png
  • j-logoMEC.png
  • k-LogoAna.png
  • l-logoMinisterioMeioAmbiente.png
  • m-LogoCulturaAcademica.png
  • n-LogoEditoraUnesp.png
  • o-LogoVunesp.png
  • p-LogoFundunesp.png
  • q-logoIBC.png
  • r-logouabpt.png
  • s-LogoFundacaoEspacoEco.png