Selo Reimagine

Notícias

Publicado em 29 Setembro 2017

Dia Internacional do Idoso: Unesp visa a integração social por meio da Universidade Aberta à Terceira Idade

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
Escrito por Vanessa Krunfli Haddad

No dia 1º de outubro, quando, desde 1990, se comemora o Dia Internacional do Idoso (Resolução 45/106 da Assembleia Geral da ONU), é importante lembrar que a educação e a cultura, assim como os cuidados com a saúde, o trabalho, a convivência com a família, o esporte e o lazer, devem fazer parte do universo da pessoa com mais de 60 anos.

Segundo o Estatuto do Idoso (Lei nº 10.741/2003), o poder público tem a obrigação de adequar currículos, metodologia e materiais didáticos aos programas educacionais destinados à terceira idade, além de apoiar a criação de universidades para essa população. Ação nesse sentido foi realizada pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (Unesp) a partir de 1993, com as discussões e atividades progressivas que culminaram na criação da Universidade Aberta à Terceira Idade (Unati).

Hoje a Unati está presente em 22 Unidades Universitárias da Unesp (confira aqui os câmpus), com coordenação central localizada na Pró-Reitoria de Extensão Universitária (ProEx), na cidade de São Paulo. “Promovemos a integração social do idoso mediante o convívio no meio acadêmico”, destaca a professora Maria Candida Soares Del-Masso, coordenadora do Núcleo Central da Unati e coordenadora editorial do Núcleo de Educação a Distância (NEaD) da Unesp. “Além disso, os docentes envolvidos na proposta constituem um grupo para troca de experiências e estudos sobre o envelhecimento humano e o papel da Unati na Unesp”, ressalta.

De acordo com Del-Masso, a Unati está inserida no contexto que o idoso enfrenta atualmente na sociedade brasileira, a qual vive um momento de crescimento significativo da longevidade e, consequentemente, da população idosa no país. “O ambiente acadêmico também deve ser um espaço para debate e reflexões acerca do envelhecimento humano e das repercussões sociais do aumento populacional dessa faixa etária. E a Unati tem proporcionado à Universidade uma nova maneira de conviver com o idoso e compreender suas questões”.

O foco do projeto pode ser diferente em cada núcleo, pois as propostas dos coordenadores baseiam-se em informações, solicitações e demandas dos alunos das Unatis, dos discentes e docentes envolvidos. Constituem-se em diversas atividades de extensão universitária, ensino e pesquisa, voltadas à educação continuada, atualização do conhecimento, troca de experiências, práticas esportivas e culturais. “Estimulamos as atividades socialmente produtivas e o exercício da cidadania”, frisa Del-Masso. Além de participarem de palestras e cursos temáticos, os idosos podem frequentar algumas disciplinas dos cursos de graduação, na condição de alunos especiais.

--

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
  • a-LogoUniceu.png
  • b-logoprefeiturasp.png
  • banner_mestrado_profissional.jpg
  • c-LogoProexOver.png
  • d-LogoProgradOver.png
  • e-LogoPropgOver.png
  • f-logocetesb.png
  • g-LogoSecEducacao.png
  • h-LogoUAB.png
  • i-LogoCapes.png
  • j-logoMEC.png
  • k-LogoAna.png
  • l-logoMinisterioMeioAmbiente.png
  • m-LogoCulturaAcademica.png
  • n-LogoEditoraUnesp.png
  • o-LogoVunesp.png
  • p-LogoFundunesp.png
  • q-logoIBC.png
  • r-logouabpt.png
  • s-LogoFundacaoEspacoEco.png