Selo Reimagine

Notícias

Publicado em 08 Julho 2017

CAPES e Instituições de Ensino Superior estabelecem referenciais para a institucionalização da EaD no Sistema Universidade Aberta do Brasil

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
Escrito por Vanessa Krunfli Haddad

Capturar1Na foto acima: Reunião do grupo de trabalho no último dia 4, em Brasília. Da esquerda para a direita: Vanessa Battestin Nunes (Instituto Federal do Espírito Santo), representante do CONIF; Maria José de Sena (Universidade Federal Rural do Pernambuco), representante da ANDIFES; Maria Cristina Mesquita da Silva, coordenadora-geral de Inovação em Ensino a Distância da Diretoria de Educação a Distância da CAPES; Klaus Schlünzen Junior (Unesp), representante da ABRUEM e Ilka Serra (Universidade Estadual do Maranhão), presidente do Fórum dos Coordenadores do Sistema Universidade Aberta do Brasil.

Entrou em fase final, esta semana, em Brasília, a elaboração de documento contendo referenciais para a institucionalização da Educação a Distância no Sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB). Formado pela CAPES/MEC no final do ano passado, o grupo de trabalho responsável por deliberar sobre o tema reuniu-se durante seis meses, com o propósito de analisar a oferta e a organização da EaD nas Instituições de Ensino Superior (IES) vinculadas à UAB e propor recomendações com base nas legislações pertinentes. O próximo passo é submeter o documento à consulta pública.

Com o objetivo de compor um grupo de trabalho que pudesse abranger os diferentes contextos e características do Ensino Superior brasileiro, a Diretoria de Educação a Distância (DED) da CAPES indicou representantes da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior - ANDIFES (Maria José de Sena, da Universidade Federal Rural do Pernambuco), da Associação Brasileira dos Reitores das Universidades Estaduais e Municipais – ABRUEM (Klaus Schlünzen Junior, da Universidade Estadual Paulista) e do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica – CONIF (Vanessa Battestin Nunes, do Instituto Federal do Espírito Santo). O Ministério da Educação (MEC) se faz presente por meio da participação de Elizabeth Balbachevsky, da Secretaria de Educação Superior (SESu) e de Carlos Cezar Modernel Lenuzza, diretor de Educação a Distância da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).

O resultado dos estudos e debates do grupo foi o estabelecimento de indicadores a serem contemplados para o aprimoramento da qualidade do sistema, de forma a nortear um processo consistente de institucionalização da EaD nas referidas instituições. Para a definição das diretrizes, foi considerado o cenário atual do Sistema UAB, a partir de questionário aplicado pela CAPES às IES.

Para o professor da Universidade Estadual Paulista - UNESP, Klaus Schlünzen Junior, representante da ABRUEM no grupo de trabalho, esse documento significa um importante marco para a Educação a Distância e híbrida no Brasil. “Os aspectos detalhados nos referenciais visam auxiliar as instituições do Sistema UAB no planejamento, organização e emprego de Tecnologias Digitais de Informação e Comunicação e de abordagens pedagógicas inovadoras no Ensino Superior”, explica Schlünzen.

O Sistema UAB foi criado em 2006, com o objetivo de universalizar o ensino superior no país, fomentando iniciativas de EaD por meio das universidades públicas brasileiras. Atualmente, reúne 106 IES e possui cerca de 130 mil alunos ativos.

 

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
  • a-LogoUniceu.png
  • b-logoprefeiturasp.png
  • banner_mestrado_profissional.jpg
  • c-LogoProexOver.png
  • d-LogoProgradOver.png
  • e-LogoPropgOver.png
  • f-logocetesb.png
  • g-LogoSecEducacao.png
  • h-LogoUAB.png
  • i-LogoCapes.png
  • j-logoMEC.png
  • k-LogoAna.png
  • l-logoMinisterioMeioAmbiente.png
  • m-LogoCulturaAcademica.png
  • n-LogoEditoraUnesp.png
  • o-LogoVunesp.png
  • p-LogoFundunesp.png
  • q-logoIBC.png
  • r-logouabpt.png
  • s-LogoFundacaoEspacoEco.png