Selo Reimagine

Notícias

Publicado em 18 Julho 2016

Audiodescrição é campo de atuação promissor para tradutores e intérpretes

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
Escrito por Vanessa Krunfli Haddad

  

Habilidades desenvolvidas por esses profissionais em sua formação e prática são essenciais para a técnica de audiodescrever

Tradutores e intérpretes podem aproveitar estratégias já empregadas em sua profissão para audiodescrever cenas de filmes, espetáculos teatrais, festivais de música e outros eventos e materiais culturais e educacionais (com imagens dinâmicas ou estáticas). Tanto para traduzir quanto para audiodescrever, são necessárias habilidades como capacidade de síntese, boa escrita e respeito ao texto de partida, já adquiridas por esses profissionais. No entanto, a audiodescrição exige também o desenvolvimento de competências específicas baseadas no conhecimento da técnica, como atenção aos detalhes, noções sobre o público-alvo, entendimento dos objetivos do processo e de especificidades relacionadas aos princípios de relevância, imparcialidade e objetividade. 

Tais conhecimentos e métodos serão ensinados no curso de aperfeiçoamento Princípios e Técnicas da Audiodescrição: Aplicabilidade em Contextos Culturais e Educacionais. Totalmente a distância, o curso é organizado e gerenciado pelo Núcleo de Educação a Distância (NEaD) da Universidade Estadual Paulista (Unesp). Os interessados devem acessar o endereço http://goo.gl/fKQ9Lq para realizar sua inscrição, até o próximo dia 26 de julho. 

A técnica de audiodescrição consiste na narração clara e objetiva de todas as informações captadas visualmente.  Além das pessoas com deficiência visual, a audiodescrição beneficia aqueles que possuem dificuldade de aprendizagem, dislexia, déficit de atenção e deficiência intelectual, possibilitando que compreendam melhor o conteúdo da mídia na qual as imagens se inserem.

“A profissão de audiodescritor é uma nova área que tem atraído profissionais com as mais diversas formações, entre eles os tradutores. Em meio à maior demanda por educação e cultura inclusivas, a audiodescrição é vista como uma oportunidade de especialização e geração de renda”, explica a professora Ana Julia Perrotti-Garcia, autora do curso. “É uma modalidade de tradução audiovisual e intersemiótica muito enriquecedora”, completa Perrotti-Garcia, que também é tradutora e audiodescritora. 

De acordo com o linguista russo Roman Osipovich Jakobson (1896 -1982), a tradução intersemiótica é a interpretação de um sistema de signos para outro, nesse caso, da linguagem visual para a verbal.  Os outros tipos de tradução definidos pelo estudioso também podem estar presentes na audiodescrição:  a intralingual, se o produto a ser audiodescrito estiver em língua estrangeira; e a interlingual, se houver necessidade de explicação de algum conceito. 

O curso de Audiodescrição abrangerá 180 horas de estudo, divididas em 18 semanas. Entre os temas abordados, estão: o conceito, o histórico e os modelos de audiodescrição; o trabalho e a profissão de audiodescritor e do consultor com deficiência visual; as técnicas de aplicação ao vivo (espetáculos), em imagens estáticas (desenhos, charges, tirinhas, fotografia, gráficos, mapas, tabelas, fórmulas, diagramas, esquemas), em imagens dinâmicas (videoaulas, documentários, curtas, comerciais, filmes) e em jogos e objetos educacionais. Os participantes realizarão atividades que objetivam o desenvolvimento de habilidades como audiodescritores e como consultores.  

O progresso de cada estudante será acompanhado por tutores que, seguindo a abordagem do Estar Junto Virtual, promoverão a aprendizagem por meio da reflexão, de novos desafios e do constante feedback“, enfatiza o professor Klaus Schlünzen Junior, coordenador do NeaD/Unesp. Por ser realizado a distância, o curso permite flexibilidade no estudo, em relação ao horário e local. Em cada módulo, o cursista terá entre uma e duas semanas para  organizar-se, dentro do seu tempo disponível, para fazer a leitura dos textos, assistir aos vídeos disponibilizados, cumprir as tarefas previstas e interagir com os tutores e os demais colegas da turma. Todas as dúvidas e atividades serão respondidas, acompanhadas e avaliadas por profissionais formados em audiodescrição.

Curso: Princípios e Técnicas da Audiodescrição: Aplicabilidade em Contextos Culturais e Educacionais

Organizador: Núcleo de Educação a Distância (NeaD) da UNESP

Inscrições: até 15h do dia 26 de julho de 2016, pelo endereço http://goo.gl/fKQ9Lq 

Investimento: seis (6) parcelas de R$ 100,00 

Início das atividades: 27 de julho de 2016

Outras informações: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Observação: Ao realizar a inscrição e efetivar o pagamento, o cursista receberá uma mensagem por e-mail informando o login e senha de acesso ao ambiente virtual de aprendizagem (a sua sala de aula na Internet)

Docente responsável: Professora Elisa Tomoe Moriya Schlünzen, Livre-Docente em Formação de Professores para uma Escola Digital e Inclusiva pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

Docente colaboradora: Professora Ana Julia Perrotti-Garcia, audiodescritora, tradutora e intérprete, com mestrado em Linguística Aplicada (PUC -SP) e doutorado em Língua e Literatura Inglesa (USP)

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
  • a-LogoUniceu.png
  • b-logoprefeiturasp.png
  • banner_mestrado_profissional.jpg
  • c-LogoProexOver.png
  • d-LogoProgradOver.png
  • e-LogoPropgOver.png
  • f-logocetesb.png
  • g-LogoSecEducacao.png
  • h-LogoUAB.png
  • i-LogoCapes.png
  • j-logoMEC.png
  • k-LogoAna.png
  • l-logoMinisterioMeioAmbiente.png
  • m-LogoCulturaAcademica.png
  • n-LogoEditoraUnesp.png
  • o-LogoVunesp.png
  • p-LogoFundunesp.png
  • q-logoIBC.png
  • r-logouabpt.png
  • s-LogoFundacaoEspacoEco.png